quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Mais uma coisa...

Há, no sentido de existir, porque sempre que há, algo existe, algo há. Se há, já existe, ou como disse não-lembro-quem “se existe o nome do bicho, o bicho existe”. O unicórnio existe, mesmo sem ser necessariamente um equino de chifres comercializado no Canal do Boi. Adoro o Canal do Boi, é um antro virtual de boys e bois butinudos comprando e vendendo picanhas em potência. Agora devo voltar aos estudos, isso sempre me acontece. Essas coisas sempre me atormentam, mas mesmo assim eu persisto... ...e isso te interessa?
Tenho para mim que é complicado de associar coisas boas ao Canal do Boi, fico imaginando o contra regra do Canal do Boi, a gentil senhora do cafezinho do Canal do Boi, a secretária sertaneja do Canal do Boi, o boi do Canal do Boi, ando meio aficionado com essa história toda.
Melhor que o Canal do Boi só a TV Senado, mas aí já é muita baixaria. Fico imaginando o contra regra da TV Senado, os bastidores da TV Senado, o cafezinho da TV Senado, o raio que o parta da TV Senado.
Vou assinar uma TV a cabo, ou como dizem os americanos “keibou”, adoro sotaques gringos, os americanos são os melhores. Os americanos são sempre os melhores. Em tudo, não importa o que. Tenho sorte de ter nascido na américa... ...do sul, Deuzolivre ser um redneck, gosto mesmo é dessa lambança tropical, dessa malemolência e de toda brasilidade que me há em torno. Esse coqueiro que á coco, que é onde mato a minha sede. E o coqueiro pode dar mais alguma coisa que não coco?
Resolvi que serei saudável. Vou nadar, isso vai contra toda minha história, mas eu vou nadar e pronto-acabô!

A festa do dente


Tem gente que acredita nessas coisas de fada do dente, papai noel e outras cousas do mesmo gênero. Tinha um amigo em Assis, digo tinha porque ele nao morreu mas não é mais meu amigo, então, tinha, que morou nos USA, nos EUA, nos estados unidos da américa quando criança. Ele, o ex-amigo era criança e não os EUA veja bem! E quando essa pequena cria do tio sam chegou lá no oeste paulista, na terra dos tres esses, ASSIS, ele dizia que tinha visto o Santa Claus, ou seria Santa Klaus, e que tinha renas e o caralho a quatro. Mentira!
Mentira da barata que ela tem é uma só!
Eu, criança, nunca tive esse tipo de folclore cultivado no seio do lar que habitava, lá era comum no almoço de domingo meu pai começar a contar como tinha me adotado. Que tinha ido a creche e eu estava lá só de camiseta cheio de ranho no nariz e ele disse: "Vamo levá aquele ali ó!" e lá fui eu!!!
Eu sabia que não tinha sido adotado, mas ele fazia isso só pra me azucrinar. Acho importante azucrinar as crianças, meus amigos tem tido filhos aos borbotões, logo terei uma nova safra de crianças a minha disposição pra contar como o mundo não é!
Mas fato é que isso tudo não importa!
Um desenho!

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

siga a seta

Visite o blog:

http://boiandoemmocambique.wordpress.com/

vou postar tudo la enquanto estiver na Africa, deopis volto aqui!

Avrassos

Rafa

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Corre

Tem gente que nasceu para brilhar no mundinho.

Tem gente que nasceu pra correr o mundão.

Eles passarão, eu passarinho

Disse uma vez o poeta cuzão!

quarta-feira, 24 de junho de 2009

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Dizzaster

Gosto dos desastres. Seja aéreo ou de trem, seja ônibus que capota ou prédio que pega fogo, seja avião batendo na torre “gêmeas” (gosto também de errar na concordância entre singular e plural). Tenho até certo sentimento de perda pelas vidas que ali se foram. Imagino o tanto de pitéus que eu nem vou conhecer porque viraram presunto. Mas acho bacana isso tudo. Cresci vendo sessão da tarde, filme do Trinity, do Elvis, do Simbad, da Lassie o que construía em minha mente a adoração pelos grandes desastres. Um filme da Lassie em especial, a cauda peluda, o latido na hora certa, a expressão facial, ou focinhal (há, essa foi péssima) mas gostava da Lassie. Depois começaram a passar filme do Benji, e a Lassie passou a ser uma atriz-canina-aposentada. O Benji não tinha o carisma que a Lassie tinha. Uma vez morei com uma garota que tinha um dog da raça da Lassie. E lá fui eu todo bem intencionado morar com o pitéu (pitéu é a garota não o dog), mas o dog era maior saco. Cagava a casa toda e não me obedecia. Larguei a mulé, que também não me obedecia e era um saco. Mas voltando aos desastres...

terça-feira, 2 de junho de 2009

Não sem antes uma foto!!!!

O Códego Da Vinci é um livro a ser pesado, prezado e levado a todos os lugares em todas as ocasiões. É como um barbear bem feito (gosto das frases feitas!), (inclusive esta, “Gosto das frases feitas!”), é como o próprio jéza craiste que está em todos os lugares e em lugar nenhum ao mesmo tempo. Nunca li esse livro mas tem tanta gente levando essa coisa pra tudo quanto é lado que penso ser algo relevante. Assim como o celular que toca funk, e qualquer outra merda que todo mundo tem que ter, pelo menos é assim que as coisas caminham maifreindi. Um dia perguntei para um cidadão não sei o quê, e ele me respondeu que “Sim e não!” esse era o chatão... ...como o jéza craiste. Começei a escrever o nome do filho de deus desse jeito agora – jéza craiste - e gostei. Dá um ar meio de coisa crocante ao mesmo tempo refrescante como sprite, que é prima de nossa amiga fanta. Tem um cara no rádio e no jornal que chama macaco Simão, ele faz o tipo engraçado. Piadas em profusão e um tipo-tipo-tio-afeminado-mas-que-pega-mulher-mas-que-gosta-de-rola. E as piadas são meio forçadas, mas as vezes ele faz rir. É dura a vida de quem faz rir. Tem também outros tipos. Tem um cara que chama Otávio mesquita, ele é a figura mais detestável, nojenta, idiota e imbecil que já vi falar. Ele devia morrer de câncer na garganta, de AIDS. Se me perguntarem se prefiro carregar um saco de merda ou almoçar com ele eu carrego o saco de merda. Hoje, assisti uma meia hora de televisão. Puta tempo perdido.
Tinha frio e quando cheguei lá ela virou e disse:
- Hoje não posso fazer a carta porque vou embora mais cedo!!
- Mas eu liguei e disse que vinha...
- Pois é!?
- Se eu não tivesse ligado avisando tudo bem, mas eu liguei e falei contigo que eu vinha!!!
- Pois é... ...tô de saída... ...fala com o Carlos!
- Puta que pariu... ...ô Carlos cê pode fazer a carta hoje?
- Mas o coordenador não tá aqui pra assinar, nem adianta fazer, vai ter que voltar amanhã!
- Como assim!!! Eu liguei e avisei caramba!
- Ah dá um tempo vá!

Meu dia terminou assim, belezura!
Mas amanhã tem mais, UÊBA!!!

segunda-feira, 1 de junho de 2009

E uma HQ pra entretê!!

Camarada chegá aí... ...é só mostrá as conta!!!

Ouça EMICIDA é bão!!


Também tem o disco Ghosts I IV do Nine Inch Nails, instrumental foda!


Agora voltarei a postar, depois de longo inverno!


Tinha as chacretes. Que eram do Chacrinha, óbvio. E as boletes, do Bolinha. O Bolinha usava umas camisas de taxista e fazia propaganda de remédio. Ele era popular. Gostava dele. Daí veio as diabetes, do Diabo. Diabetes não pode com açúcar, elas derretem e vira açúcar em calda, que é outra coisa. Açúcar em calda não é ajudante de palco como as boletes e as chacretes, é cobertura para bolos, pães doces e pavês.

As Chacretes eram gostosa para a época, assim como as boletes. Pensava muito nelas. Como seriam as vidas destas mulheres, imaginava que mesmo em casa, lavando a roupa elas dançavam aquelas coreografias, usavam roupas cintilantes, sorriam o tempo todo. O Silvio Santos não usa ajufante de palco, ele tem um cara lá que eu não sei o nome. Acho que ele tem uma tendência psicótica a encontrar no homem-lá-que-eu-não-sei-o-nome a mulher interiorizada nele mesmo que foi separada na infância como gemes siamesas do Abravanel interior. Mas voltando as chacretes e as boletes. O Gugu então não tem nada, ele é um ser assexuado.

Bom... ...as chacretes eram mulheres que deveriam transar de luz apagada, as boletes de luz acesa. Assim entendo. As chacretes não usam drogas ou qualquer tipo de acessório na hora do vamo-vê, as boletes não só usam como fazem apologia a expansão múltipla de tudo que possa gerar prazer. As boletes são muito mais legais. As diabetes são uma coisa de hospital e isso não dá tesão nenhum, pelo menos em mim. A não ser enfermeira, isso é massa. Massa é pão, macarrão, etc. O fausto Silva tem, mas as mulé lá são tudo de plástico, então prefiro ver os vídeos antigos do Bolinha no youtube. Aquilo sim é que era assistente de palco

quinta-feira, 16 de abril de 2009

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Festa da carne.

O carnaval é assim. Um bando de gente mostrando o dente de felicidade. Chacoalhando a bunda, mostrando os seios, revelando um ser que não é! Não existe.
Não é e nem existe porque ele só é revelado, mostrado em público durante 4 dias ao ano, e ninguém consegue se resguardar o ano todo. Seria triste demais só ser pleno como ser, como criatura durante um período tão pequeno.
Mas o brasileiro idiota não! Ele se revela no carnaval, ele se permite ser lascivo, ser sexy, ser erótico.
Vá a merda!
O carnaval é uma coisa idiota. Por mim podia cancelar essa lambança toda.
Até que nos livros de história eles dão um sentido para o evento. Mas até aí meu amigo... ...nos livros de história eles podem dar o sentido ao que bem entenderem.
E quem será que são eles?

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Sounds

Ouve isso aqui:

http://www.zshare.net/audio/5551142083f67ec9/

é só uma música, baixa rapidinho!!









Moebius


Uma edição bacana da Heavy Metal com 100 págs. de Moebius!

Vale a pena baixaire, pois custa quase nada e dá pra ver os desenhos!

Ou então você pode entrar no site pornô que já tem memorizado no favoritos do seu computer e ver mulher mijando, squirting como dizem os americanos!

Ó o link pra baixar esse troço aqui ô canalha!!!

http://www.zshare.net/download/555051868d845187/



quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Isso tudo pode ser transformado.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

é férias

O bom é quando a discussão acaba assim...


...agora é hora de férias e não se fala mais nisso!

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

TV

Aqui em casa tem um eletrodoméstico que chama televisão. Às vezes ligamos ele pra ver as imagens coloridas que passam e as pessoas falando bobagens. Exclua a TV cultura que é um exemplo de programação. Mas dias atrás liguei durante um fim de semana e estava passando o programa Raul Gil. Gosto dele, tem um apelo popular bom de se ver, aquele espírito de Tio mais velho que tanto via nas pessoas quando era criança. Acho que não possuo esta verve de Tio-mais-velho, mas dane-se o tio mais velho também. Porém quando ia desligar o aparelho surge no palco do Raul Gil, e agora me permito mais um a parte; gostava mesmo do Bolinha que usava umas camisas de taxista e fazia propaganda de remédio, tinha as boletes, esse sim era um puta-dum-apresentador.
De volta ao palco do Raul Gil surge lá no meio um moleque de uns 18 anos com um saxofone pendurado no pescoço fazendo caretas e tocando versões de clássicos da MPB, enquanto executava, no sentido de aniquilar, as canções, fazia umas caretas lascivas para o delírio da platéia que soltava gritos de excitação. Foi surreal!
O moleque nem devia estar tocando, era o maior playback, mas vá lá!Coitado do Pixinguinha, e logo ele que foi tão competente e escreveu músicas lindas, foi assassinado ali no palco do Raulzão por um moleque boiola de 18 anos com um saxofone no pior estilo Kenny G, como pode?!
Saxofone já é um instrumento horroroso e se não for o Sonny Rollins ou alguém do mesmo patamar é chato pra caralho! Tive um vizinho que tocava violino sem camisa na janela do apartamento, pensava que tava apavorando e conquistando todas as pequenas do bairro, pobre diabo! Mas ruim mesmo é neguinho que pensa que tocar sax é sexy!
Ah lembrei... ...ia fazer uma analogia com o Marcelino Freire que pra mim é igual o moleque boiola do saxofone. O Marcelino é o sedutor dos novos escritorezinhos paulistanos, que freqüentam a Vila Madalena e bebericam naquela mercearia metida a boteco com preço de boate da Vila Olímpia, se for pra pagar caro na cerveja prefiro a Augusta que tem puta e mulher pelada sobre a mesa. O cidadão tem uma corriola de moleques que pagam um pau, ou que pegam no pau, aí é problema deles, do cara e a escrita dele é pífia, chata, pobre, ruim, eu-não-gosto, etc... ...mas tem gente que gosta! Então dane-se também.
Mas desde quando escrever é ficar em boteco xupitando cerveja rodeado de gente que adula sua meia dúzia de linhas?
Bom... ...vou parar por aqui!

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Escribas

Eu não gosto quando as pessoas escrevem:

"...a guisa de conclusão..."
"...a informação procede..."
"...estivemos levantando as informações..."
"...a nível de Brasil..."
"...foi tudo um mal entendido..."

Eu acho legal quando escrevem:

"...Rafael tem um cheque aqui pra você..."
"...Rafael você vai viajar semana que vem para a pqp e não vai voltar mais pra São Paulo..."

...e coisas assim!!

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Rafael diz:
ô japones, faltam 3 o quê?
Faltam 3 diz:
faltam 3jogos pro tri
Faltam 3 diz:
color
Faltam 3 diz:
tri color
Rafael diz:
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
Rafael diz:
tão tá
Faltam 3 diz:
vamos marcar uma jam caralho... antes do meu filho ir pro tiro mde guerra de preferencia
Rafael diz:
huahuahauhauhauhauhahaua
Faltam 3 diz:
jamcaralho
Rafael diz:
jamcaralho
Faltam 3 diz:
o novo ritmo jamcaralho
Rafael diz:
precisa de um baixosta
Faltam 3 diz:
meio jambalada
Rafael diz:
huahuahuahauhauha
Faltam 3 diz:
é bem isso um baixosta
Rafael diz:
é isso aí
Rafael diz:
jamcaralho a lambado dos anos 2000
Faltam 3 diz:
com formação de guatorra, batereba e baixosta
Rafael diz:
uhauhauhauahuahuha
Faltam 3 diz:
conhece o tony da gatorra
Rafael diz:
isso ficou bom vou colocar no brog
Rafael diz:
não
Rafael diz:
quem é
Faltam 3 diz:
coloca lá e dá cooautoria prpá mim
Rafael diz:
craro cróvis
Faltam 3 diz:
um texto a quatro mãos, sem sacanagem

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Coisas

Três coisas pra fazer,

duas não são urgentes,

uma pode escolher fazer ou não.

Nenhuma depende de mim

Seria mais fácil se fosse assim.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Um site muito legal!

Vale a pena visitar:

http://www.vista-se.com.br/passeata/

Kit desgraça seja Feliz!!

Agora você pode conseguir por módicos reais um kit desgraça
Quando acontece aquele sequestro, seu padastro molesta a cunhadinha de 10 anos ou então o padre da paróquia come o filho de um cidadão humilde por 3 anos e tenta calar a boca dele com cesta básica é porque chegou a hora de comprar o kit 15 minutos de fama com a desgraça.
Os quinze minutos passam rápido mas a desgraça fica no subconsciente a vida toooooooooda!

Temos 3 pacotes básicos
I - Pedofilia ou então assassinatozinho básico
Você tem direito a :
- entrevista com o Datena
- o pai e a mãe da vítima podem falar que querem paz e que a morte dela deve significar um basta para isso tudo!!! (Com muita indignação)
-Imagens da criançada do bairro com cartolina escrito "Queremoz Pas!!"
- enterro com camiseta estampada com a cara da vítima
- 2 dias de repercussão na imprenssa mais geralzona

pacote II para sequestro com morte, chacina de filho de rico tipo richtoffen-irmãos-cravinho, ou então o nosso lendário e querido Leonardo Pareja

- entrevista com o Datena
- o pai e a mãe da vítima podem falar que querem paz e que a morte dela deve significar um basta para isso tudo!!! (Com muita indignação)
-Imagens da criançada do bairro com cartolina escrito "Queremoz Pas!!"
- enterro com a camiseta estampada com a cara da vítima
- 2 dias de repercussão na imprensa mais geralzona

Tudo do pacote anterior e mais
- 30 segundos do jornal nacional
- reconstituição narrada pelo william bonner
- flash no fantástico

pacote III - Para sequestrão (acima de 10 dias) Criança esquartejada e encontrada em lago ou terreno baldio, empresário morto em boca de pó, jogar menina do 6 andar (caso isabela) arrastar menino em vias publicas (Menino João Hélio), só para citar os clássicos de 2008

- entrevista com o Datena
- o pai e a mãe da vítima podem falar que querem paz e que a morte dela deve significar um basta para isso tudo!!! (Com muita indignação)
-Imagens da criançada do bairro com cartolina escrito "Queremoz Pas!!"
- enterro com a camiseta estampada com a cara da vítima
- 2 dias de repercussão na imprensa mais geralzona
- 30 segundos do jornal nacional
- reconstituição narrada pelo william bonner
- flash no fantástico

Tudo do pacote anterior e mais
- Uma semana inteirinha de atenção da mídia nacional
- alguns flashs internacionais em meio a novas notícias do robinho
- será citado na retrospectiva de 2008 que passa na Globo

Ligue agora e garanta já o seu, você compra e quando chegar sua hora é só aproveitar o que vem de bom disso tudo

Só não compra quem não quer!

Um Produto: Do Ócio

sábado, 8 de novembro de 2008

risco

“(...) é risco quando não se sabe exatamente o que irá acontecer, mas conhecem-se as chances do que pode acontecer; é incerteza quando não se conhecem nem mesmo as chances do que pode acontecer” (SETZER, 2007: 46).

domingo, 2 de novembro de 2008

Do gênio e do medíocre, ou idiota se preferir!

Conheci vários idiotas no decorrer desta longa vida que ando levando adiante com a barriga de cerveja, parece que não vai acabar tão já o que me faz pensar que ainda vou conhecer muitos mais. Mas viemos aqui hoje falar de outra coisa. Envolve o medíocre também, mas não vale a pena colocá-lo no centro das atenções já que ele naturalmente sempre está. Não aqui é “deferente”. Gosto de falar “deferente” e não diferente. Mas isso fica para mais adiante. O gênio é aquela figura que quando você compreende acha genial, é... ...o próprio nome já diz. E isso não foi genial!? Mas quando você reconhece o pensamento de outro ser e consegue compreender todo um encadeamento de idéias pouco convencionais isso pode ser chamado de genial. Conseguir ser compreendido, através de uma linguagem artística não verbal (pintura, escultura, música, física, epistemologia, política, gastronomia, etc.). Mas o idiota pode ser assim compreendido também. Veja o caso do Galvão Bueno, Latino, Gugu, etc. Então quando alguém faz alguma coisa que muita gente entende, como a Micareta, ele pode ser chamado de genial porque colocou ali a “voz do povo” com toda sua brasilidade, um caldeirão de cultura e raças!! Vá lá...
Mas se você não compreende direito o que alguém faz, como por exemplo o show do Art Ensemble of Chicago que assisti no Sesc Vila Mariana, eram quatro músicos que deviam tocar muito bem, mas que ali não tocaram nada ficou cada um no seu quadrado mandando brasa sem nem sequer dar ao trabalho de perceber o que o outro músico a seu lado fazia. E não me venha com essa de acordes dissonantes, ou um novo-conceito-de-jazz porque foi uma merda. Cansativo pra burro. Mas todo mundo fez cara de que gostou, ou que foi “muito loco!”, ou que era, adivinhem? Genial. Pronto se você não entende pode falar que é genial que tá limpo! Pode até mesmo pegar mal dizer que não foi bom, eu mesmo disse isso e me olharam torto. Imagina o Mateus Potumati que morou em Chicago, ele ia delirar, suar frio, ter febre de emoção e dizer “É Rafa... ...você não entende é um Power-soul-jazz-niggaz-chicago-fui-preso-sem-carta!!” Tá bom vai... ...mas achei uma merda. Você pode também dizer que foi ruim, por mim não há problema nenhum, por mim cada um, cada um! Por exemplo um dia disse que Raul Seixas era ruim, mas isso é mesmo. Mas disse que Chico Science é chato, e é mesmo. Nesse dia uma gurizada me encheu o saco dizendo que ele era “um ícone plugado na lama”, ora vá a merda a lama, o ícone, ou seja lá o que ele queria fazer.
Voltando ao assunto do gênio e do medíocre, se você não entende pode chamar de gênio, mas pode também falar que é medíocre. Eu mesmo acho esses escritorezinhos que se dizem contemporâneos medíocres pra burro! Mas tem quem gosta. E daí!
Essas bandas novas tipo Block Party, NXFresno, como diz meu amigo Bruka, tudo ruim. Bom mesmo é Black Sabbath, John Mayal, Pixinguinha, Dead Kennedys e Primus. Mas até aí deve ter uma pessoal dizendo que entendeu e me acha um...
Nossa! O final do parágrafo anterior foi genial vocês não acham? O suspense? Se é ou não genial! Estou espantado comigo mesmo! Simplesmente genial!

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Duas colheres de farinha

Duas colheres de farinha


Todo capitalista
Tem um terrorista na família
Quando criança
A peste sempre quebra a mobília

Quando senta pra ver TV
Assiste o programa que não pode
Cresceu sem ver a Xuxa
Mas sim como se faz um coquetel molotov

Você pode roubar, extorquir ou burlar
Até mesmo usar uma tangal
só não me peça para protestar
Isso cansa pra caramba

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Sangue de meu sangue!

Acabo de cortar o dedo, coisa pouca, lavando a louça! Remete a infância quando os cortes eram constantes. Mas o sangue na pia com os pratos sujos lá dentro foi inspirador! Pensei! Porque não matar a namorada que esta ali na mesa e ficar uns dias aqui dentro de casa... ...enfurnado... ...aquele clichê da polícia descobrir porque o vizinho reclamou do cheiro do cadáver! É pouco né! Vale mais a pena colocar um bandeide (escrevo no português mesmo!) continuar a lavar a louça e voltar a segunda feira quente! Quem sabe na janta...

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Quando eu comprei a bateria verde fiquei uma semana só olhando para ela. Não conseguia tocar, tive uma espécie de bloqueio, e vergonha e um pouco de outra coisa que não posso falar. Com esse computador foi a mesma coisa, sempre pensei que iria escrever aos borbotões quando tivesse uma super máquina como essa, um super-computador-maxi-mega-turbo-dildo-5000.com.br, mas não, só agora quase um ano depois que já terminei de pagar essa josta que escrevo pela primeira vez. O que fiz quando comprei foi instalar o Tetris, e fiquei oito meses ligando o computador pra jogar tetris... ...é mole! E pensar que a dois anos atrás eu escrevia numa máquina de escrever com sulfite roubado da livraria. Bom mas será que não seria melhor continuar na máquina.

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

sábado, 26 de julho de 2008

quarta-feira, 16 de julho de 2008

sábado, 28 de junho de 2008

Pitu latindo no portão.

video

Tentei pegar o melhor momento mas um caminhão estacionado não permitiu a grua alçar seu voô pelas redondezas. Aí está Pitu, a preta cachorra, latindo, toda insinuante, no portão.
Isso é tudo o que tenho pra dizer!
Não... ...não é pessoal, é institucional e pode ser revertido desde que acessado a tempo. Mas esse não é nosso procedimento. O normal é passar e perguntar se tem alguém, na ausência, invada!

quarta-feira, 25 de junho de 2008

sábado, 21 de junho de 2008

sábado, 31 de maio de 2008

Gold!!!

Caso seja interpelado por algum transeunte e este se dirija a sua pessoa e pergunte: “E aí véi?”, a resposta a ser proferida para o caipira que paira a sua frente é “Fala fí?”, percebo que é desnecessário dizer que véi e fí são diminutivos de velho e filho respectivamente, mas se o mesmo transeunte te perguntar “ E aí fí?” daí será o momento de sagacidade que com toda a prolixidade euclidiana você devera responder “ Fala véi?”.

É isso que me atrai nesta longínqua cidadela do norte paranaense, onde todos os estabelecimentos comerciais, de borracharia a clínica psicológica tem nome de café e gold, é tudo assim:

Borracharia do marmota gold café.

Espaço para fumo de crack café gold

Secretaria de corrupção da cultura municipal gold café de Londrina

Estúdio para ensaio com ampli de baixo meteoro gold café

Faço quadrinhos e copio clipes antigos gold

Vai pra puta que pariu o gold e o café juntos, nunca entendi e sempre odiei esses nomes, trabalhei num lugar que chamava Villa Café, nem servia café lá???

Então voltamos na ativa e sem receio algum de que qualquer devaneio possa vir a interferir no objetivo único, único e final.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

guiiiiiiiiiitar!!

guiiiiiiiiiiiitar!!
Eu tive uma guitarra, era uma gianninninininini estilo da jaguar fender, e ganhei junto com um cubo de um amigo que tocava lá no interior. Mas daí arrombaram minha casa lá no jardim bandeirantes em Londrina e levaram a guitarra. Fiquei só com o cubo. Na verdade era um móvel da casa, como o abajur cor de carne estilo 70 que tenho e só ligo nas noites de sexo selvagem. Faz tempo que não ligo ele!
Mas eu toco mesmo é bateria, e tem o Bruka que toca guitarra. Mas ele não deve ter uma jaguar gianinininininininini, deve ter uma Strato, ou uma telecaster, fender com o F ao contrário.
Mas eu quero mesmo é ligar o abajur de novo.

terça-feira, 6 de maio de 2008

Eu uá!!!

Quase todos os países desenvolvidos refletem o estilo de interação sociedade x natureza nacional, ou sociedade nacional x natureza colonial, em alguns casos mundial. O reflexo disto é que uma pequena parcela da população mundial consome uma elevada quantidade de recursos naturais do mundo, estes têm acesso ao capital natural de todo o planeta. Uma pequena quantidade de países explorou o melhor do seu capital natural e do mundo inteiro durante um longo período de tempo de desenvolvimento.

Não é de estranhar que compreendiam a natureza como sem limites.

A inovação tecnológica e ampliação dos territórios a serem explorados apresentavam-se como possibilidade infinita de novas fontes de recursos.

Isso pode soar estranho.

domingo, 4 de maio de 2008

Domingo... ...é todo alegria!!

Estava dentro de um ônibus num domingo quente pra caralho... ...aqui em São Paulo... ...e estava muito quente mesmo, tudo parado, não ventava. O ônibus tinha dois passageiros, eu lá no fundo e uma mulher de meia idade, nem bonita, nem feia, na metade do busão. Quando passamos pela Dr. Arnaldo com a Teodoro Sampaio sobe um sujeito de meia idade, com cara de quem está sofrendo com o calor. Sofrendo muito. Anda cuidadosamente pelo corredor, paga a passagem. Os passos são doloridos e cuidadosos e mesmo com o ônibus vazio, num puta calor, o cara vai e senta no banco ao lado da mulher. O mal estar dessa situação me acompanhou o resto do dia.

sábado, 19 de abril de 2008

Televisão

Agora a TV não... ...Essa é uma maravilha, aquelas imagens lindas, todos os comerciais onde você pode ver o que vai comprar antes mesmo de ter entrado em contato real com o produto, aqueles canais onde podemos comprar jogo de panelas sem sair de casa, as novelas que dão de 10 a 0 em qualquer livreco escrito por qualquer vaca-de-puta-escritora-gorda-feia-pra-caralho-escreve-mal-pra-diabo.

Nas novelas as personagens ganham vida, são reais e você não tem que ficar sozinho em silêncio com um monte de papel na mão pra ter que saber o final da história. Nas novelas tudo tem vida de verdade, fora os programas em que podemos ver, o mundo inteiro sem sair de casa a África, o Senegal, a China, Pirapozinho o mundo ao alcance do dedo polegar no controle remoto.

A TV é tudo o que sempre desejei, é onde estamos realmente vivendo... ...só ali, na tv... ...só na TV poderia ser feliz, quem me dera ser um artista de novela, desses de bigode que sempre andam de carrão como vejo nos reclames.

Mas não aqui estou eu ouvindo música nesse radio velho, diabo de música.

Mas bom mesmo é código Morse, que nada, bom mesmo é radio amador, aquele monte de chiadeira e um bando de homem que fica que nem moleque conversando em radio px, um monte de informação sem valor algum e uma puta dinheirama jogada fora.

Dinheiro este que poderia estar sendo utilizado em coisas realmente produtivas como LP’s de musicas natalinas, sim porque é nesta época do ano que as famílias se reúnem em volta de um frango metido a besta, que deram o nome de peru, e fazendo de conta que uns gostam dos outros engolem o mais rápido possível a penosa pra poder encher a lata de uísque falsificado.

Um fingindo que gosta do outro, todo mundo dando meias, gravatas, flâmulas, porta brinco que ninguém usa pra porra nenhuma.

Sei lá o que é pior se é o natal ou o ano novo em que a falsidade se dá a meia noite do último dia de dezembro, todo mundo se abraçando naquela puta falsidade. Show de horror.

Bom mesmo é água mineral com gás, aquelas que parece que alguém peidou dentro, com um monte de bolhinhas. Água com sabor não é água.

Na verdade bom mesmo é escrever a máquina.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Nadras!


Gosto quando nada acontece a minha volta. Tenho aquele sentimento de plenitude, onde você quase se encontra. Em si mesmado. Quando digo que nada acontece é que as coisas ficam paralisadas, acho que preciso pensar melhor em como explicar isso. Bom... ...mando uma hq véia porque tô sem tempo pra fazê as nova!!!

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Naqueles dias...


Cérbero é muito mais cérebro.

Pois, o canino em questão tem três cabeças e acumulava funções como um ciclope-hexa-dotado alem de guardião de algum setor do inferno.

Veja bem se ele ficar muito velho pode arrumar um emprego no Circo Vostok, ou num circo pornô como o cão de quatro cabeças. Isso foi bem legal.

Iria fazer concorrência com a Monga, a mulher macaco, ou então eles poderiam fazer um número no circo que consistiria em uma show de sexo explicito-com-zoofilia-trans-mutante-homem-animal-figura-mitologica, pois enquanto transariam a Monga e o cérbero iriam se transformando, logo o sexo iria mudar de patamar.

A Monga é outra coisa que nunca entendi, quando criança ia a parques de diversões, e via essas atrações, o bezerro de duas cabeças, que deve ser primo torto do cérbero ou então a galinha de quatro patas. No interior isso dá certo porque aquele monte de caipira que mora no sitio gosta de ver essas coisas, mas era tudo de cera. Mas se fossem de verdade acho que eles ser assustariam mais com os humanos que o contráario.

No som Dead Kennedy's.

domingo, 30 de março de 2008

sábado, 22 de março de 2008

Bill, esse sim foi presidente!!!

Amor na província da Plata!!!

O big brother Brasil é uma farsa

Em pestanas todos vão se transformar

Gosto mesmo é da barsa

Enciclopédia que te faz ornejar


Gotan escutei

Que é tango ao contrário

Dos argentinos já falei

Sairei deste corolário


Mal deles falar

Nunca pode ser demais

No cú eles devem tomar

A vovó, os filhos e os pais


Reforço aqui minha tese

No rio da prata não há um que preste

Não que isso me lese

Boa arvore é o cipreste.

quinta-feira, 13 de março de 2008

sábado, 8 de março de 2008

Nostalgia!!! Novalgina!!

O Mateus "Ave, meu, putz!!" Potumati tem uma banda que é lagal e agora eles tem camiseta e tudo mais que uma banda tem, até um baterista, coisa que com o mateus na banda nunca houve!
Então vai lá e dá uma olhada no trampo dos brother!!
A linkaiada aí mano é só criká:

http://esquizoativo.wordpress.com/


pedropotumati@gmail.com --- pra comprar a camiseta acho que é vintão e tem dois moleque chorando na capa, é mole!!!


http://www.myspace.com/espiritoszombeteiros


Força aí campeão!!

Inté

Rafa

O importante é que venha com saúde!!!!

Impressão primeira!

terça-feira, 4 de março de 2008

Quem ler inteiro ganha uma bala!

Capítulo Curitiba

Às vezes me dizem quer ainda ta cedo pra ficar triste, 32 não pesa tanto assim, tem gente que carrega ate a cova muito mais que isso, mas eu não vim pra carregar nada não, to jogando coisa fora o tempo todo.

Já joguei uma porrada de musicas e livros, algumas amizades, muita comida, um pouco de dinheiro, varias oportunidades, chances, e minha saúde que parece querer resistir, por mais que perseverantemente tente destruí-la a base de álcool e coquetéis químicos à vontade. Mas tudo bem!!!!

Tudo bem o caralho, agora é que vão ser elas mesmo!!! Chega aquele momento em que você pensa: "Não... ...agora falando sério...", nunca entendo isso, porque só falar serio agora? Então antes era brincadeira, antes não tava valendo? Era café-com-leite? Ora, faça-me o favor? Vamos falar sério agora. Não sei ainda sobre o que falaremos... ...numismática talvez?

Quem sabe sobre... ...sexo? Ou que tal papéis antigos que se encontra entre as páginas daquele livro que nunca foi terminado? Dias atrás tive uma saraivada de elogios, parecia aqueles quadros do Domingão do Faustão onde um ator tem sua vida revista diante da brasileirada-domingueira-perdedora-bota-massa-nisso-aí-sô-funkeiro-pódicrê, deu até medo, deu medo de querer se apegar a esse passado pavoroso que eu mesmo não consigo mais parar de pensar nele, e que não me deixa agarrar o que esta vindo ai pela frente. Foi brother... ...foi... ...não é mais. Ainda bem. Tem um tal de Miles Davis tocando por aqui. Frio, e Curitiba nem é tão legal assim, vou-me daqui antes que acabe ficando. Curitiba é chato pra caraca, bom mesmo é Iannis Xenakis, só que um é cidade e o outro é compositor não dá pra comparar, não dá pra comparar, é a mesma coisa que comparar caneta e doces em calda, são artigos distintos não da pra comparar. Mas que Curitiba é chato pra caramba ah isso é!!! Fica difícil assim Rafael, o mundo não é do jeito que cê tá pensando não, acabou o som e trocarei a bolacha, porque assim é que é bom, bolachão. Mutantes. Sai de casa e não volta mais, suicídio com hora marcada:

--Seu Arnaldo sua esposa ligou e as quatro e meia tem suicídio.

--Diz pra vaca da Lourdes que não volto pra casa tão cedo, tô por aqui de trabalho e vê se da pra chegar uns 15 minutos atrasados no suicídio... ...hoje ta corrido

Isso nem foi tão original assim. A Rita Lee é meio chata na minha opinião, se é que isso importa. Ela quer ver o sol nascer. Vai lá PORRRA, e vê essa merda de sol logo, mas não enche o meu saco. Dizem que as pessoas otimistas são mais atraentes, será que é por isso que eu não tô catando ninguém nos últimos 18 meses!!! Árdua tarefa esta de ser otimista em tempos tão pouco venturosos como os que desfruto no presente, gostaria mais de uma cervejinha agora e quem sabe uma ruiva de uns 3 metros de altura, traveco não vale, com seios, podem ser siliconados, de fora recitando os discursos do enterro do papa em latim de trás pra frente com a bandeira do Brasil enfiada parcialmente no rabo. Acho que isso tá bom pra mim, vou pra rua, quiçá lá tenho mais sorte. Sopa pro azar:

--Sr. Azar hoje temos sopa de entrada.

--Qual o sabor?

--Sabor (escreva aqui seu nome).

--Não, obrigado, vou pular a entrada, gostaria do prato principal logo de uma vez!!!

As pessoas otimistas são mais atraentes. E daí!!! E eu com isso? Eu só penso se ela me quer, e "ela" pode ser qualquer uma. A beleza da tristeza, ser triste. Estar triste. As pessoas tristes são mais... ...tristes mesmo. E a tristeza que se foda também, teve um povo ai que leu o que escrevi tempos atrás e acho que isso não foi nada bom, logo, tu que estás com este em mãos larga logo o panaca, apaga, queima, fecha, joga fora, esconde mas não dissemine isso não, nããããããããããão!!!

Mas mãe a roupa de marinheiro não serve mais em mim!!!

Calaboca Arnaldo e estica outra carreira de pó logo!!!

A próxima mulher que for transar comigo eu vou pedir pra chamar de mãe, só pra dar uma apavorada, acho que a garota vai achar isso um pouco estranho. Deve ser por isso que a última saiu correndo nua pela casa tentando encontrar o telefone. Aparelho este que não possuo justamente para evitar o contato das pequenas com alguém que possa intervir nesse pseudo-ato-incestuoso-ficticio-legal-pra-caralho-fausto-fawcettiano. Acho que chegou a hora do macarrão, a dose diária de amido. Mais amido em sua vida. Desculpe baby.

Amido é bom... ...e é legal. E o macarrão foi, sem nunca ter sido. Escrevo isso sem saber o real sentido que quero apresentar com tal argumentação. Agora chegou a hora da música que fala do refrigerador. Refri-gera-dor: propaganda da brastemp-coca-cola-masoquista Com REFRI-GERA-DOR a sua família pode ficar tranqüila pois é certeza de espancamento e muito hematoma desde o Junior até a vovó, aquela vaca que teima em não morrer pra eu meter a mão naquela bolada de grana e gastar tudo com puta e traveco, acho que vou pedir pra chamar o traveco de mãe, assim fica mais bizarro ainda. Melhor, vou pedir pra fazer fist-fucking com o traveco enquanto chamo ele, ou ela, de mãe. Quem sabe uma chuva dourada, ou o beijo negro. Acho isso tudo muito legal porque quando falo essas coisas a maioria das pessoas dizem ser repulsivo, nojento, impraticável, mas todo mundo sabe o que é, e da uma risadinha meio amarela. Esse povo todo fica apavorando quando tá sozinho e publicamente fica com essa atitude conservadora, pudica. Ah... ..vá se foder né!!! Da forma mais confortável, como convier, como lhe agradar, como vovó já dizia, como mas não trepo, como os antepassados faziam, como se não fosse nada, como toma um Chicabon, como Nelson Rodrigues, como eu gostaria de ter feito, como se pudesse voltar atrás, como deve ser, como Romário, como. Let´s go to bed!!! tu tu tu

Vou montar uma festa junina, paçoca e quentão, vai ter quadrilha também, e tudo vai ser lindo-maravilhoso como diz Caê. As pessoas otimistas são mais atraentes. Fist-fucking com travesti não faz de você uma pessoa mais atraente... ...bom, depende também do publico-alvo que se quer atingir. As pessoas otimistas são mais atraentes. Mas talvez a prática acima o torne... ...não, definitivamente, mais atraente não torna mesmo. Melhor deixar essa história toda de lado. No criado-mudo-de-madeira-sem-verniz-gaveta-vazia-só-a-biblia-que-ninguem-lê. Criado mudo que pode servir de apoio para a perna do traveco enquanto se apavora o anus alheio punho adentro. Alguém pode fazer uma ilustração disso, pedirei ao Fulano de tal que copia clipe das outras bandas e diz que é criativo, que já deve ter realizado tal façanha. Só não sei em que posição ele estava, mas aí brother isso é com ele, tenho nada a ver com isso!!! Ele estava em posição de combate. Como no exército, cheio de gente reprimida, recalcada, problemática, neutralizada em seu pensar, com vontade de ser homossexual, mas não pode. Capitão e general se beijando no banheiro, o tenente pega no do cabo e vice-versa.Você já pegou no do cabo hoje? Você já beijou sua filhinha na boca hoje? Foi de língua? Deu pra roçar o pau semi-duro na bundinha pueril enquanto em seu colo ela penteava seu bigode dando risadinhas e você pensando seriamente em penetrá-la de alguma forma. Puta merda cara, cê é um mole mesmo hein!!! Vai lá e come ela logo!!! Você já sodomizou seu filho de 12 anos hoje? Acha que vale a pena deixar pra amanhã? Por que não tenta de madrugada enquanto ele esta semi-acordado, porque não dopa o moleque com algum tranqüilizante em seu refrigerante. A tarde. Enquanto todo mundo acha que estão no jogo de futebol você entra com seu filho, SEU RÓPRIO FILHO, num motel!!! Isso sim vai ser excitante. Ele merece. Ele merece muito mais. Não esqueça a xylocaina.

Eu, você, uma cadela Chiuaua menstruada, um tubo de Xylocaína e minha coleção de alicates cirúrgicos... ...que noite hein... ...você acorda com a cadela dentro da panturrilha!

Isso não choca mais ninguém, chega a ser juvenil a tentativa de transgredir usando essa temática. Melhor seria nada escrever. Melhor seria realizar e não ficar fazendo tipo de tarado através de um tecrado, porque na verdade coragem pra fazer só tem quem não escreve.As pessoas otimistas são mais atraentes.Essa moça tá diferente, já não me conhece mais.Esta pra lá de pra frente, está me passando pra trás.Não importa onde se está, na verdade isso conta muito pouco, falando sério, queria estar em lugar nenhum, mas quando se é não podemos estar em lugar nenhum, pois se é, se é ser em algum lugar, não podemos ser nada, continuar a andar, sem parada. Sem casa, amigo, endereço, dia, hora. Como um suicídio moral. Talvez os indigentes desfrutem desse tipo de vida. Desfrutam do anonimato, do álcool. Diariamente. Tô me guardando pra quando o carnaval chegar. Aí sim eu vou ser eu mesmo, alegre, otimista, porque as pessoas otimistas são mais interessantes, serei sensual, terei coragem, serei rei, serei eu mesmo,em-mim-mesmado. Serei meu próprio rei momo particular, egoísmo carnavalesco gordão. Mas agora não posso não, tem muita coisa pra fazer, muita tabela pra preencher, muito sapo pra carregar e sapo pra engolir, muito não pra se escutar, muita ordem. E é isso.

Muito mais simples e fácil ser um derrotado, perdedor, looser. Não precisa fazer muita coisa não. Melhor, faça nada. Skate, esporte de moleque, coisa de quem ainda não tem maturidade para encarar os problema de uma vida adulta, atividade de covardes, pois não podemos manchar a alcunha dos outros esportes denominando um bando de moleque de carrinho de rolimã moderno como esporte sério. esporte é boxe, maratona. Isso ainda vai tornar-se um imenso Portugal. O passado pode botar mais medo do que aquilo que esta por vir, e com certeza envergonha muito mais. O não-bota-fé do perdedor-ainda-não-disse-tudo daquele canalha disse que ia ligar e prazer tudo conforme o combinado, mas não, ficamos naquele lugar comum, mensagens daqui e de acolá, sempre esperando aquilo que quebra o eixo de rotação, o eixo que rege as pessoas que andam de quatro, lambe-botas, dos que tem medo, de quatrocentas mortes levadas a sério, como gás vazando do forno cheirando a vontade de viver, caminhando pra morte, como todos, como a humanidade toda, só que um pouquinho mais depressa, a passos bem mais largos, praticamente correndo, um semi-galope-me-tira-daqui.

A vontade de passar desta para outra existe mas não concretiza não viu!!! Safadinha!!! Encardida!!! E agora deve ter chegado a hora de ler o que ficou pra trás, dar uma guaribada nos erros do mal tratado lusitano idioma. Levando tudo com o coração, com amor. As pessoas positivas são mais atraentes. Quero mesmo é amor, mas só consigo pensar em como acabar com tudo, com todos, no que está ruim, errado, incomodando. Mesmo que esteja certo procuro pelo possível erro. Será que passa, tal caxumba, tem seqüela, mas é só social, não é física não. É só mais uma manchinha no seu curriculum vitae, não vai mudar a opinião que Os outros tem sobre sua pessoa. As pessoas otimistas são mais atraentes. ...sim,mas... Se eu for dizer tudo o que quero sempre tem um idiota, ou um completo idiota que para pra escutar, gasolina para o fogo, como parar assim!!! Então fala!!! Tem o idiota que já é ruim, mas tem também o completo idiota, o imbecil, o palerma, o burro de carteirinha, o panaca, o babaca, o cuzão, o filho-da-puta, o anestesiado para o mundo, o xarope, o chato-pra-caralho e toda uma infinidade de personalidades que passeiam livremente, a solta, entre todos nós. Ou seremos nós que passeamos entre eles? Até que a carne vire osso, até que o osso vire pó. Agora um pouco de Wayne Shorter, afinal de contas ninguém é de ferro. Muita tubaína e sexo, isso sim faz qualquer ser humano feliz.. Primeiro campeonato sul-americano de